Saliencia fazer disco concêntrico

Saliencia fazer disco concêntrico

Saliencia fazer disco concêntrico

INTERVERTEBRAL DISC DOENÇA (IVDD)

Este è frequentemente observado Como Uma Apresentação aguda em Raças chondrodystrophic seguintes o Movimento do núcleo mineralizada atraves de hum rasgo no anel dorsal sem espinal canal 1 (Figura 1).

Tipo II IVDD. A Saliencia fazer anel dorsal intacta Seguinte colapso do espaço do disco intervertebral.

ISSO geralmente E visto Como hum Início Maïs da Doença gradual em Raças nonchondrodystrophic. O núcleo degenerado NÃO suporta Mais O Espaço em disco, o colapso Resultante do espaço do disco Faz Com que o anel dorsal protuberância, comprimindo a medula 1 (Figura 2).

Isto É visto frequentemente em animais Jovens Seguinte Atividade Vigorosa ê ê análogo a hum ‘lesão paintball’. Uma Pequena Porcão Do núcleo hidratado Saudável, Não degenerado E accionado atraves do anel, atingindo o cabo Em Algum Velocidade, causando Efeitos concussivas consideráveis ​​PARA O cabo. O material de de disco de tipo gel dispersa imediatamente, sem deixar a compressão Resultante 2, 3 (Figura 3).

MECANISMOS lesão medular

O Contato com o cabo de causar prejuízo atraves de Dois MECANISMOS; contusão e compressão do Cabo.

A contusão OU Impacto Sobre o cabo Resulta em comprometimento da perfusão da área afetada da medula Como OS vasos sanguíneos Que alimentam a Coluna vertebral estao danificados. O Sistema de auto-Regulação da pressao arterial vertebral also E prejudicada 4,5 exacerbando AINDA Mais Danos à Coluna vertebral. Subsequentemente, Uma cascata Complexa de alterações bioquímicas E accionado, resultando no influxo de iões de Sódio e de Cálcio parágrafo OS neurónios, e uma Libertação de Radicais livres. Estes ‘secundário’ Mudanças ocorrem rápidamente, começando Dentro de momentos de uma lesão, mas com hum pico de Dois a Quatro dias apos a agressão inicial 6. Éles causam um celular neuronal morte, apoptose e Reação inflamatoria 7.

A fisiopatologia da lesão de compressão E Menos claramente compreendido. Os SEUS Efeitos São POUCO Dependente da taxa à qua ocorre uma compressão 8,9. Geralmente, a compressão Leva à Obstrução da drenagem venosa e subsequente edema vasogênico 10. Mais de compressão chronic Leva uma isquemia, desmielinização e da morte dos neurônios.

Contacto lesões PODEM resultar em hum espectro de Ambos OS MECANISMOS. Por Exemplo, Uma Extrusão de materiais de disco aguda calcificada (Tipo I) IVDD vai Levar uma contusão, tanto Imediata e compressão. Um Desenvolvimento lento dorsal anel protrusão (Tipo II IVDD) Fara com that Mais compressão com Alguma contusão em Curso, e Extrusão de hum volume de Baixo de material de fazer Saudável disco (Tipo III IVDD) Fara Com que APENAS contusão.

MUITAS lesões na Coluna vertebral Ira apresentar Como hum paraplégico aguda UO paraparético animal. Alguns Vao ter Tido Uma causa incitação Óbvio, trauma como, Outros Não Será traumática OU PODE ter hum Início Mais insidioso, AO Longo de dias OU Semanas. Para OS animais Vistos apos o trauma, a Prioridade de avaliação è sempre o ABC do trauma: via aérea, Respiração e Circulação, Detalhes dos Quais estao Além do escopo article of this.

Assegurando Uma oxigenação adequada e estabelecendo o Acesso intravenoso com taxa de fluido adequada vai Ajudar a estabilizar o Sistema cardiovascular, Manter a perfusão tecidual de Oxigênio, limitando ASSIM OS Efeitos do choque. Como mencionado Acima, uma lesão da medula provoca Uma Perda de auto-Regulação fazer Fornecimento de sangue da medula espinal, de Modo choque OS agravar vai Danos no cabo. Da MESMA forma, sempre Que Possível, Uma corrida Para anestesiar o Paciente Para Iniciar Uma Avaliação radiográfica DEVE Ser evitado Até Que o animais’s Sistema cardiovascular esteja devidamente estabilizado e suportado Por Causa dos Efeitos potencialmente deletérios de hum anestésico na Pressão sanguinea 11 da Coluna vertebral.

Imobilizar o Paciente em Uma placa vertebral vai Ajudar a limitar OS Danos da Coluna vertebral em Curso devido a lesões instáveis ​​OU compressão. Garantir analgesia adequada E Importante EM PACIENTES todos Os de trauma.

Uma vez Que o Paciente E o trauma f isiologicamente stable, E Importante Para avaliar o animais parágrafo lesões ORTOPEDICAS. Fraturas UO luxações do esqueleto apendicular PODE afetar o animais’s CAPACIDADE de responder EAo testículos do Exame Neurológico e PODEM mimetizar lesões neurológicas. palpação suave da Coluna vertebral PODE Ser hum indicador Sensível de lesão na potencial vertebral Coluna.

Fundamentos do sistema operacional do Exame Neurológico São em Primeiro Lugar, parágrafo estabelecer Que o Problema E de Fato Neurológico. Em Seguida ELE vai Uma dar te Idéia de Onde Ao Longo do comprimento do cabo da lesão ESTÁ localizada (neurolocalisation) e quão graves E o grau de lesão E. O Exame IRA orientar Futuras Investigações, Ajudar a formular Uma Lista diferencial e proporcionar hum Prognóstico inicial pingos de Uma Investigação Mais aprofundada.

Movimento e exe-

A propriocepção E O Corpo’E um Percepção Consciente de SEU PROPRIO e O Movimento e posição DOS SEUS Membros no Espaço. Receptores sensoriais nsa Membros detectar o Movimento ea posição dos Membros e transmitir ESSA Informação Para o Cérebro. Propriocepção E de Utilização na Avaliação dos NOSSOS patients, pois this information DEVE viajar fazê Membro PARA O Cérebro atraves de vias espinais (dorsal e funículos lateral). Portanto, a Presença OU ausencia de propriocepção nsa permitirá avaliar a Integridade De toda a Coluna vertebral A PARTIR da entrada do Membro de um Testado ser, PARA O Cérebro.

Além Disso, um Localização das vias da Coluna vertebral na periferia da medula espinal Significa estas Fibras se encontram n’uma posição Mais vulnerável nenhum Caso de lesão (Figura 4). Por estas Razões Função proprioceptiva e Um indicador Muito Sensível da lesão da medula espinhal; Que Será O Primeiro defice Neurológico Que se Torna aparente e, geralmente, de e O Último um Durante resolver a Recuperação.

Propriocepção PODE Ser Testado em hum Número de Maneiras. comumente um ‘knuckling’ teste E Utilizado. ISSO IRA Testar a Função proprioceptiva fazer distal Membro. O animais’s pata E virado de MoDo Que o dorso dos contatos pata no Chão. O desen animais reposicionar a imediatamente pata. Déficits PODEM Ser Muito óbvia, sem tentativas Feitas Para Corrigir o posicionamento da pata, OU Mais sutil, com uma Recuperação de Tomar Algum ritmo. Este teste, MUITAS vezes, necessitam de Ser repetido varias vezes. E that vital o animais’s peso E Totalmente suportado Ao Realizar este teste Como Fraqueza OU lesão relacionada com a Doença da medula espinhal PODEM dar falsos Resultados (Figura 2).

o ‘lâminas de papel’ OU o teste Passo reflex examinará a propriocepção fazer Aspecto Mais proximal do Membro. A pata de e colocada Sobre hum Pedaço de papel, Que É ENTÃO arrastado a Partir do animal. O animal normal DEVE reposicionar OS SEUS Membros sem demora (Figura 3).

dom’t tentar Carrinho de Mão OU hop hum animais Onde lesão medular E Suspeita devido a trauma UO instabilidade vertebral.

A Função proprioceptiva de Cada Membro DEVE Ser vez avaliada POR SUA. ISSO vai Ajudar a localizar OS défices parágrafo APENAS Membros pélvicos, Membros todos Os Quatro, lesão unilateral OU UM monoparesia.

propriocepção normal, Não Se opõem a Uma lesão de da Medula Espinhal de Baixo Grau, POR vezes, uma dor SERA O Único Sinal clínico evidenciados. No entanto, Quando hum animais ESTÁ Exibindo Sinais Clínicos compatíveis com Uma lesão da medula sepultura – Por Exemplo, E Não-Ambulatório, mas propriocepção ESTÁ Presente – o diagnóstico reconsiderado DEVE ser.

Um Número de OUTRAS condições PODEM imitar lesão medular.

Uma Pequena Seleção de Causas Não-espinhal de ‘Espinhal’ Apresentações:

• cruzado ruptura bilateral do ligamento

• Myesthenia gravis

• Como neuropatias Periféricas

• Doenças da próstata

Um canino comprises Coluna vertebral 31 Segmentos de Interesse; 8 Segmentos cervicais, 13 Segmentos torácicos, 7 lombar e sacral 3, o CADA UM dos Quais fornece hum nervo espinhal inferior e motora sensorial. A espinha PODE Ser funcionalmente Dividido EM 5 Zonas (Figura 5). Uma corresponde uma Segmentos C1-C5. b C6-T2. c T3-L3. d L4-S1 e S1-S3 e.

Ar eas b e d representam uma Concentração de Corpos Celulares dos neurônios Motores Inferiores na substancia cinzenta Que fornecem OS Membros torácicos (intumescence cervical C6-T2, b): Membros e Os pélvicos (lombar intumescence L4-S1, d). Regiões um (C1-C5) e C (T3-L3) compreendem principalmente como vias fazer a motor neurônio that superiores Corpos ligam OS Celulares sem Cérebro e fazer o motor neurônio inferior; A Branca substancia. Área e corresponde AOS Segmentos sacrais da Coluna vertebral (S1-S3). This área inerva parte do nervo ciático, da bexiga e do esfíncter anal e cauda.

neurônios Motores Inferiores São competentes parágrafo Proceder a Atividade motora; comprometimento da Função vai Conduzir à Perda da Actividade reflexa, a Perda de tônus ​​muscular, e uma atrofia muscular Rapida. neurônios Motores Superiores TEM Uma Função inibitória Sobre o neurônio motor inferior. A lesão do motor de Neurónio remover superiores o Efeito inibitório Sobre o Neurónio motor inferior, e aumenta a Actividade reflexa e tonicidade muscular.

AO Reflexos Realizar OS espinhais, Uma nota DEVE Ser Feita de tônus ​​muscular, Força e Massa. Uma Resistência detectável Ao Movimento passivo do Membro indica a presence de tônus ​​muscular.

reflexos espinhais examinar arcos reflexos simples (Figura 6). Receptores sensoriais Do músculo OU Do tendão detectar o Estímulo e sinapses com neurónios OS Motores da medula espinal. Os neurônios Motores Fazer com Que OS Músculos apropriados Pará se contrair. Não Há Caminhos da Coluna vertebral PARA O Cérebro estao envolvidas. Reflexos PODE Ser Mais Simplesmente classificada Como Presente OU ausente. ELES geralmente São Mais fáceis de executar com o de animais previsto no Seu Lado.

DON’T confundir Retirada flexor inconsciente com uma RESPOSTA à dor profunda Consciente (Veja Abaixo parágrafo Uma Descrição da Avaliação da dor profunda).

Dor de garganta E MUITO característico da Doença da Coluna vertebral cervical, mas Pará Alguns animais tetraparética Muito ligeiramente afectada, Uma Análise aprofundada da marcha e Coordenação do Movimento Durante o salto OU Carrinho de Mão Curta dos Membros torácicos PODE Ser um Única pista de that um Coluna afetado E cervical.

Onde reflexos espinhais e tônus ​​muscular e força * estao ausentes OU pobre, ISSO vai corresponder a Uma lesão não intumesence Desse Membro (b. D OU E). Onde reflexos espinhais estao PRESENTES e tônus ​​muscular e Força e boa, a lesão geralmente correspondem a Uma lesão das vias (uma UO C).

Classificar uma Gravidade da lesão

grau 1 – Uma dor assim. Ambulatório SEM página Outros déficits observou.

Grau 2 – Tetra UO paraparesia. Ambulatório com Perda de Função proprioceptiva, Fraqueza e ataxia.

Grau 3 – Tetra UO paraparesia. Não-Ambulatório, mas um Evidência do Movimento Voluntário nsa Membros.

Grau 4 – Tetra OU Paraplegia. Não-Ambulatório, sem nenhuma Evidência de Movimento Voluntário nsa Membros, profunda sensação de dor Presente. +/- urinaria Função.

grau 5 – Paraplegia. Tal Como referido Acima, com nenhuma Evidência de sensação de dor profunda.

Paraparesia E Fraqueza e ataxia dos Membros. Paraplegia E Definida Como Uma Perda de Função motora.

Este Sistema de Classificação E de Utilização na Descrição do grau de lesão; No entanto, Como hum indicador de Prognóstico, o fator Mais Importante E a Presença OU ausencia da sensação de dor profunda.

sensação de dor profunda

Profunda sensação de dor NÃO Precisa Ser avaliada em animais that PODEM andar. EXCETO em Apresentações incomuns MUITO, ELE estara sempre Presente.

Profunda dor Sensation (DPS) Interpretado PODE Ser comumente mal. O teste requer Uma pressao Cada Vez Mais Forte Para Ser Aplicada Ao osso do Membro pélvico distal, falange Tipicamente UMA. DPS E retransmitida parágrafo a Coluna vertebral atraves dos neurónios sensoriais, Como PARA O arco Reflexo Retirada flexor. Nos Casos em Que o arco AINDA ESTÁ em FUNCIONAMENTO, um Retirada inconsciente AINDA ocorrerá independentemente da Gravidade da lesão. Para uma sensação de dor profunda Para Ser classificado Como Presente, A Informação DEVE Ser transmitida PARA O Cérebro (via OS Caminhos spinaothalamic e propriospinal) EO animais DEVE dar Uma RESPOSTA reproduzível, Consciente PARA O Estímulo (vocalização, Voltando-se PARA O Estímulo, Tentando morder o examinador etc). Uma RESPOSTA Consciente E o fator significativo. Um dos animais com Uma lesão não intumescence lombar NÃO PODE retirar o Seu pé em RESPOSTA um painfulstimulus uma, mas se ELE conscientemente REAGE Ao Estímulo, DPS ESTÁ Presente. Por Lado Outro, um dos animais that retira o Seu Membro, mas NÃO ESTÁ Consciente fazer Estímulo Não Tem nenhuma sensação de dor profunda. A Presença OU ausencia da sensação de dor profunda E o indicador Mais Importante de Prognóstico 13-16.

RESPOSTA panículo OU cutânea Trunci Reflex

A RESPOSTA panículo E de valor Prático limitado na Avaliação de lesões na vertebral Coluna. Estimulação da Pele de hum dos Lados do Tronco Envia hum impulso parágrafo a Coluna atraves de Fibras sensoriais fazer that uma área de Pelé (dermátomo). O impulso passa cranialmente o cabo de sinapse com neurônios Motores PRESENTES Segmentos C8-T1 da medula. Os neurônios Motores afeta Uma contração bilateral fazer cutânea músculo trunci. A RESPOSTA PODE Ser perdida se o cabo estiver danificado em hum Ponto craniana parágrafo a entrada da fibra sensorial. DEVE-SE ter em mente coxas Que OS dermátomos caudalmente projectar a Partir da Coluna de Modo um that o dermátomo L1 estende AO do tubérculo, de Modo lesões caudal em relaçao Ao segmento de L1 resultará num Reflexo normal, bilateralmente. O Reflexo PODE Ser Completamente ausente em algumas lesões Que afectam OS Segmentos C8-T1 da Coluna vertebral, e vai Ser unilateralmente ausente Seguinte avulsão do plexo braquial.

O Reflexo PODE ocasionalmente auxiliar na neurolocalisation se hum mielograma E equívoca OU Ressonância Magnética NÃO ESTÁ available.

ENTRAR Schiff-Scherrington – Perda de inibição ascendente do trato

A História da Apresentação, signalment fazer animais e neurolocalisation da lesão vai Ajudar a Uma Planejar Lista de diagnóstico diferencial.

Um DAMNIT-V vai classificação Ajudar um identificar potenciais etiologias. Listas de Diagnósticos Diferenciais Mais exaustivas devem Ser consultadas. O Passo Seguinte da Investigação E geralmente imagiologia da Coluna vertebral.

A radiografia simples e barato e Praticamente onipresente na Prática de Pequenos animais. E Valioso na identificação de Fraturas da Coluna vertebral OU luxações, discospondolyitis, Anomalias congênitas, e algumas neoplasias. ELE PODE fornecer Evidências parágrafo APOIAR UM Diagnóstico de Doença de disco e alterações degenerativas. Suas limitações São SUA falta de Sensibilidade TECIDOS em Imagem moles, EO Fato de Que É restrito a Duas Dimensões da Imagem. Radiografia geralmente ê realizada soluço sedação profunda OU anestesia Geral when uma imobilização muscular naturais da Coluna ESTÁ perdido, POR ISSO, Muito cuidado Ser DEVE Tomado Para garantir Que o Paciente’s da Coluna E mantida em Alinhamento neutro Ao Longo do Processo, e de Todos os Movimentos São controlados e mantidos a hum Mínimo. Tal Como referido Acima, o Sistema cardiovascular do Paciente QUALQUÉR lesão espinhal DEVE Ser estabilizado e suportado Antes da anestesia Geral Pará radiografia.

A radiografia simples PODEM proporcionar UM DIAGNÓSTICO EM Alguns Casos; Não entanto, a maioria vai exigir Mais Imagens para estabelecer o diagnóstico. Normalmente, ESSE Será, hum dos mielografia, tomografia Computadorizada (TC) OU Ressonância Magnética (MRI).

Mielografia ENVOLVE um Injecção intradural de hum Meio de contraste radiopaco, Não iónico, SEJA no Espaço lombar OU cisternal, em SEGUIDA, radiografia subsequente. Um contraste Ao Longo Passagem de fazer Espaço subaracnóide Será, atenuado na área de lesão de compressão. Mielografia PODE identificar o local, e fornecer INFORMAÇÕES Sobre a etiologia provável da Doença; No entanto, OS SEUS Resultados Nem sempre São definitivos Como uma atenuação de contraste PODE ocorrer Ao Longo de Uma grande área da Coluna, Tornando Difícil uma Localização da lesão. Mielografia e barato e fácilmente available. PODE permitir uma Avaliação Bastante Rápida de todo o cabo. Desvantagens de mielografia incluem hum Risco de induzir convulsões OU exacerbar uma lesão Neurológica 18,19. E incapaz de Imagem do parênquima da medula e E MUITO limitada na Resolução de Outros Tecidos moles. Como radiografia, Mielografia se restringe a Imagens bidimensionais.

This Modalidade utiliza multiplas Projecções radiográficas Para fornecer Imagens Mais detalhadas da Coluna vertebral. Como SUAS Vantagens significativas Sobre radiografia incluem imagiologia Muito Rápido De toda a Coluna vertebral e Que permite IMAGENS na Dimensão Terceira, transversal Dando OU cortes axiais da Coluna vertebral. Suas desvantagens São, principalmente, a baixa Resolução dos Tecidos moles e falta de Disponibilidade.

Imagem de Ressonância Magnética

MRI E Aceito Como o Padrão Ouro Atual parágrafo Geração de Imagens da Coluna 20. Ressonância Magnética fornece Imagens detalhadas de Ambos Tecido Mole e osso, permitindo Uma Avaliação Precisa das vértebras, o Tecido toupeira paravertebral, discotecas intervertebrais EO parênquima medular em Múltiplos Planos e Ao Longo de todo o comprimento do cabo. Suas limitações São principalmente como de Custo e Disponibilidade. O comprimento de ritmo Necessário Para executar Uma verificação E Maior do Que um de CT. contínuos avanços Neste campo da Tecnologia Significa Que o Impacto Desses Fatores ESTÁ diminuindo. (Figuras 4 & 5)

Torneiras CSF São geralmente indicados Onde a lesão de compressão NÃO E evidenciados. ELES São Mais Úteis na diferenciação infecciosa de Causas NÃO infecciosas de Doença da medula inflamatoria. ELES requerem anestesia e PODE Ser Realizado Geral na lombar OU magna LOCAIS cisterna. Detalhes do Procedimento São amplamente publicados 17.

Tratamento e Prognóstico

O Tratamento de lesões da medula espinal de contacto PODEM Ser Divididos em opções conservadoras OU Surgical.

Como Uma Cirurgia Regra Geral E susceptível de oferecer hum Retorno Mais Rápido e confiavel parágrafo a Função do Membro normal. lesões de Baixo grau, Onde a dor E o Único Sinal Clínico PODE Ser gerido de forma Conservadora; Não entanto, em that OS défices neurológicos Mais sepulturas estao PRESENTES, uma recomendada Cirurgia E 17. QUANDO UM animais Perdeu a sensação de dor profunda, Como resultado de IVDD, Rápida descompressão Cirúrgica E essencial 16.

Doença do disco intervertebral

O Tratamento Cirúrgico de material Para fazer Extrudido disco degenerado (Tipo I IVDD) normalmente ENVOLVE a rebarbação de distância da lâmina vertebral parágrafo Acessar o cabo e retirar o material de fazer disco compressão. This Será, normalmente atraves de hum hemilaminectomy parágrafo lesões da Coluna vertebral tóraco-lombar, um slot para ventral parágrafo lesões na Coluna vertebral cervical (Figura 6) OU Uma laminectomia dorsal parágrafo hum lombossacral local. Nºs Casos em Que a sensação de dor profunda ESTÁ Presente, o Prognóstico parágrafo hum retorno à Função do Membro APOS normais Uma Extrusão disco toracolombar E de Approximatif 80-97% 13,14,16,21,22. Uma vez Que a sensação de dor profunda foi perdido, o Prognóstico cai parágrafo 60% 16. foi anteriormente Pensado Que lesões Nos Segmentos da Coluna vertebral Que compõem como intumesences (C6-T2 e L4-S1) Realizados prognósticos Menos favoráveis ​​that OUTRAS áreas da Coluna vertebral 23 Porque Corpos OS Celulares neuronais seria danificado de forma irreversível. A Evidência RECENTE Sugere Que este NÃO E O Caso 24,15.

Tratamento Cirúrgico da Salientes dorsal do anel (Tipo II IVDD) na Coluna toraco-lombar E Menos satisfatório. O anel Ser PODE abordado atraves de hum hemilaminectomia e ressecado, as antes de estabilizar a Coluna vertebral com pinos e cimento OU Uma placa 22. Mais recentemente, a corpectomia lateral, descrito TEM SIDO na Gestão de tipo II IVDD 25. O Prognóstico PARA O tipo II E Menos favorável IVDD que tipo I 22. possivelmente Como consequencia fazer Fato de uma lesão Mais Longo Prazo à compressão E Menos reversíveis fazer that OS Efeitos concussivas de Curto Prazo 26.

Tal Como Acontece com Todas como cirurgias, como Complicações ocorrer PODEM, incluíndo: potencialmente hemorragia fatal intra-operatório, pós-operatório da local de Cirurgia OU Infecção do trato urinário, os déficits neurológicos residuais, incluíndo incontinencia fecal e recorrência de Doença do disco sem local original OU UM SEGUNDO disco.

Para lesões medulares traumáticas, descompressão Cirúrgica precoce e estabilização E uma Opção de Gestão Mais adequada. O Prognóstico E Variável, dependendo do tipo e Gravidade da lesão; Não entanto, em Que hum Caso tenha perdido uma sensação de dor profunda Secundária um Uma lesão traumática da medula espinhal, o Prognóstico E MUITO pobre 16.

(Mis) se uso de corticosteróides em Casos de lesão Contato medula espinhal

succinato sódico de metilprednisolona (MPSS) foi proposal e utilizada seguintes Provas de Uma Função neuroprotetora in vitro 42,43 e recentemente em animais Experimentais 44. Estes Efeitos São Independentes fazer Seu Efeito de corticosteróides, agindo Mais Como hum captador de Radicais livres e APOIAR o Fornecimento de sangue da Coluna vertebral. No entanto, Estudos em cães NÃO demonstraram hum Benefício clínico Apos o USO MPSS 24,45. E Importante notar, no entanto, MPSS ESTÁ Associada a Efeitos adversos significativos, patologia gastrointestinal predominantemente Notável em Até 90% dos caes 46-48. USO MPSS TAMBÉM PODE ter hum Efeito adverso Sobre os Processos de Recuperação na Coluna 49. Uma Revisão das Evidências não se uso de corticosteróides em Medicina de Emergência humana POR lesão da medula espinhal descobriu that Complicações PODEM Superar OS Benefícios do Efeito do Tratamento 50. Como tal , a Como Associação Americana de Cirurgiões neurológicos e do Congresso de Cirurgiões neurológicos Não recomendo MPSS uM Tratamento de Padrão de para lesões agudas da medula espinhal 38.

Um Número de potenciais terapias estao soluçar Investigação Para o Tratamento de lesões da medula espinhal; Estes incluem minicycline 51. eritropoietina 52. polietileno glicol 53 e terapia com Células estaminais 54. No entanto, Nenhum dos Tratamentos Acima provaram Benefícios Clínicos.

mensagens Relacionados

  • Definição Saliencia fazer disco concêntrico

    Por Arthur Croft, DC, MS, MPH, FACO Aqueles familiarizados com Os Meus ensinamentos recordar como, Até MESMO Vários ano Atrás, as antes da Noção de síndrome pós-concussão (PCS) encontrou Seu Caminho Pará médica convencional …

  • Definição concêntrico disco bojo … 2

    Material de fibrocartilaginosa disco between como vértebras da Coluna vertebral, Que fornece hum Suporte de ALMOFADA-like contra o disco de choque 1. A, placa plana Rodada; QUALQUÉR Estrutura circular Approximatif plana. 2 ….

  • Definição concêntrico disco bojo …

    Mas e se o ânulo E fraco demais Pará Reparar-se, apesar do tempo, Medicamentos e terapia? ISSO PODE resultar em dor continuou, or dor intermitente Que Só interferir com Específico …

  • Saliencia fazer disco concêntrico

    O Que É UM P.I.V.D UO disco prolapso? O termo PIVD / disco intervertebral prolapso Significa uma protrusão OU Extrusão do núcleo pulposo atraves de Uma para Alugar nenhum anel fibroso. Tem um …

  • Protrusão de disco e lesões cervicais …

    Veja também: Não Específica dor de garganta Escrito parágrafo patients Os discos intervertebrais se encontram between como vértebras adjacentes. ELES consistem de Uma parte Periférica fibrocartilaginoso Chamado o anel fibroso …

  • Saliencia fazer disco concêntrico

    Carrie McCulloch e Um estudante de medicina de 4º ano no Mount Sinai School of Medicine, Co-Diretor de Kinected. e Co-Director da anatomia funcional do Pará lesões Movement (FAMI) Oficina ….